segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

CONVITE




C o n v i t e

                   Prezado(a)Senhor(a),

                   O Ministério do Desenvolvimento Agrário – MDA – por intermédio da Delegacia Federal do Desenvolvimento Agrário – DFDA/PB, convidam Vossa Senhoria  para participar de Ato Solene de  lançamento  daSemana de Sementes aos agricultores/as familiares do Território da Borborema no âmbito do Programa Brasil Sem Miséria, conforme a seguir:
                  
                   Dia: 12 de março (Segunda- Feira) 2012.
                   Hora(s): 9h00
                   Local: Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), Rua Josefa                                     Crispim, 50 – Centro – Solânea-PB

Atenciosamente,
 
      Giucélia Figueiredo

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

PREFEITA DE CUITÉ ABRE ANO LETIVO E GARANTE VAGAS EM TODAS AS ESCOLAS MUNICIPAIS

PREFEITA DE CUITÉ ABRE ANO LETIVO E GARANTE VAGAS EM TODAS AS ESCOLAS MUNICIPAIS










A Semana Pedagógica marca a abertura do ano letivo nas 27 escolas e 5 creches da rede municipal de ensino mobilizando gestores, professores e demais servidores da educação. A  prefeita Euda  Fabiana não escondeu a sua satisfação em constatar a presença maciça dos educadores na  Semana Pedagógica. “Estamos fazendo a nossa parte, reconstruindo escolas, com instalações seguras, ambiente atrativo e saudável para o desenvolvimento infantil para atingir um nível de excelência de qualidade de ensino, adquirindo equipamentos, investindo na capacitação e dedicando atenção especial à Educação Infantil, para que os alunos melhorem as condições de aprendizado e os professores tenham melhores condições de ensinamento”, declarou a prefeita. A prefeita Euda Fabiana desejou a todos os gestores, professores e alunos um excelente retorno às aulas, reafirmando as parcerias, com o objetivo de promover a elevação da qualidade do ensino e dos índices de aprendizagem.







A Prefeitura de Cuité está empenhada em oferecer mais vagas na Educação Infantil e no Ensino Fundamental I e II e proporcionar ensino de qualidade às crianças da Rede Municipal de Educação. “Para tanto a  prefeita Euda Fabiana determinou, nesta quinta-feira, a secretária Micheline (Educação) que todos os pais que buscar as escolas do município à procura de vagas para seus filhos sejam atendidos.” Quero que nenhuma criança ou adolescente fique fora da sala de aula” ,para tanto irá mobilizar  a equipe da Secretaria de Educação para monitorar esse acesso.
 “Uma das nossas preocupações ao chegarmos à prefeitura, era universalizar o ensino para que ele chegasse a todas as crianças em idade escolar, não importando onde é que elas estivessem. Fosse nos locais mais longínquos, como nas comunidades rurais de difícil acesso, fosse nas localidades mais próximas do centro e dos bairros. Essa meta está sendo alcançada com a melhoria e ampliação do transporte escolar que hoje chega a todos os lugares, seja de ônibus ou outro transporte alternativo. Antes eles não tinham isso”, afirmou a Prefeita.·. 






quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Queimadas: Mulheres violentadas em aniversário recebem apoio do Estado


A gerente operacional de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher, Cândida Magalhães, seguiu para Queimadas

 No último sábado, 11, mulheres foram violentadas durante uma festa de aniversário na cidade de Queimadas, e duas delas foram assassinadas cruelmente. O crime, que está sendo amplamente divulgado pela mídia local, chocou pela forma como foi “elaborado”. O pedido de “um presente de aniversário” seria o motivo da violência.
Na manhã desta quarta-feira, 15, a gerente operacional de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher, Cândida Magalhães, seguiu para Queimadas para mobilizado um trabalho de suporte e apoio para as mulheres que foram estupradas pelos criminosos e suas famílias.
A articulação está sendo feita a partir do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas). "Estamos à disposição para auxiliar na proteção e oferecer apoio psicológico às cidadãs que foram vítimas desse crime brutal, e também às suas famílias. Nosso Centro de Referência da Mulher e Casa Abrigo estará aberto para elas. Também conversamos com o prefeito de Queimadas, José Carlos de Sousa Rego, para reiterar nossa participação nesse momento extremamente difícil para a população do município”, ressaltou a titular da Semdh, Iraê Lucena.
Para a secretária executiva Gilberta Soares, o caso é um episódio de grave violação dos direitos humanos das mulheres e expõe o machismo que trata as mulheres como objeto de exploração. "A punição dos agressores, além de fazer justiça diante da dor das vítimas e familiares, colabora para coibir esse tipo de prática, comum na cultura machista”, disse.
O caso
De acordo com a polícia, em depoimento eles revelaram que uma festa de aniversário foi montada com o intuito de atrair seis mulheres ao local do crime. Para realizar seu intuito, Eduardo teria combinado com o irmão, e pelo menos mais seis homens, um suposto assalto. Durante a festa, um grupo de quatro homens encapuzados e mascarados invadiram o local e seis das dez mulheres que estavam na casa foram levadas para um dos quartos pelo grupo (com a ajuda de mais dois homens que já estariam na festa), onde foram estupradas.
Depois que as vítimas foram trancadas no quarto, Luciano e o irmão também teriam ido até o quarto para participar do estupro. A professora Isabela Pajuçara, 28 anos, e a secretária Michelle Domingos, 29, teriam reconhecido os irmãos e foram assassinadas a tiros. Na segunda-feira (13), uma equipe formada por cerca de 60 policiais civis e militares de Campina Grande prendeu nove homens acusados. Além dos irmãos que teriam planejado o crime, foram presos Luan Barbosa do Nascimento, Jacó de Sousa, Everton da Silva Santos e Diego Rego Domingues, que foram autuados em flagrante e encaminhados ao presídio do Serrotão, em Campina Grande.
Também foram apreendidos três adolescentes. Com o grupo, a polícia encontrou uma pistola .40 com vasta munição, uma espingarda calibre 12, um revólver calibre 38 e uma pistola de pressão. O crime está sendo investigado pela delegada titular de Crimes contra a Pessoa (Delegacia de Homicídios), Cassandra Maria Duarte Guimarães.
da Redação (com assessoria)
WSCOM Online

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

14.774 novos prestadores de serviço - Ora tinha que colocar os dele né!

RICARDO INCHA A FOLHA DE PRESTADORES DE SERVIÇO

Em janeiro de 2011, no início do seu mandato, o governador Ricardo Coutinho (PSB) demitiu 17.783 prestadores de serviço do Estado, seguindo uma recomendação do Ministério Público Estadual. No entanto, ele fechou seu primeiro ano de gestão tendo contratado 14.774 novos prestadores de serviço.
De acordo com dados disponíveis no Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade (Sagres) do Tribunal de Contas do Estado (TCE), em dezembro a administração estadual tinha 28.263 prestadores. O MPE já notificou o governo pedindo explicações sobre esses números.
A quantidade de funcionários registrada em dezembro tem uma pequena diferença em comparação aos dados do final de 2010. Segundo o que está registrado no Sagres, no último mês da administração do governador José Maranhão (PMDB) o Estado tinha 31.282.
No primeiro mês da gestão de Ricardo a máquina estadual tinha 13.489 servidores contratados, mas esse número foi crescendo durante o ano e chegou a ser superior ao do mês de dezembro, pois em agosto o Estado tinha 29.207 prestadores.
O promotor Carlos Romero, coordenador da Comissão de Combate aos Crimes de Responsabilidade e à Improbidade Administrativa (CCRIMP), disse que a secretária de Administração estadual, Livânia Farias, já foi notificada para encaminhar ao Ministério Público a lista de servidores do Estado, mas a solicitação não foi atendida. O prazo venceu no dia 10 de janeiro e com isso o MP fez uma nova notificação à secretária, só que dessa vez ela terá que prestar esclarecimentos pessoalmente.
“Ela (Livânia) não está fornecendo informações ao Ministério Público. Em função disso foi notificada para comparecer na Promotoria de Justiça e prestar esclarecimentos pessoalmente. Dia 15 vai ocorrer uma audiência pública para tratar dessa questão”, disse Carlos Romero.
O promotor afirmou que o Ministério Público pode entrar na Justiça para que o Estado reduza o número de prestadores de serviço. “Devemos entrar com ações judiciais pedindo que esse número seja reduzido”, completou Carlos Romero.
A reportagem entrou em contato com Livânia Farias para que ela explicasse os números constantes no Sagres e o fato de não ter prestado esclarecimentos ao MP. A secretária não atendeu as ligações e sua assessoria de imprensa disse que daria uma resposta. No entanto, Livânia ainda não se posicionou.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

ESTUPRO SEGUIDO DE MORTE

Grupo invade festa, estupra e mata convidadas na Paraíba. Crime seria “presente” para aniversariante

No final da manhã desta segunda-feira, 13, a Polícia de Campina Grande reuniu a imprensa paraibana para revelar detalhes do crime que aconteceu na madrugada desse sábado (11), na cidade de Queimadas, no Agreste paraibano. Um grupo de criminosos invadiu uma festa que acontecia em uma casa no Centro da cidade, estuprou as mulheres que participavam da festa, levando com eles duas das mulheres como reféns. Mais adiante, uma delas conseguiu pular da camioneta Fiat Strada, mas levou quatro tiros e caiu na frente da igreja Nossa Senhora da Guia. A recepcionista Michele Domingues da Silva, de 29 anos, ainda foi levada ao Hospital de Queimadas, mas não resistiu aos ferimentos. A outra mulher, a professora Isabela Pajussara Monteiro, de 27 anos, foi encontrada morta na carroceria do veículo logo em seguida, com as mãos amarradas, meias na boca e hematomas pelo corpo. De acordo com a Unidade de Medicina Legal de Campina Grande, as duas vítimas apresentavam indícios de violência sexual.
Segundo a delegada Cassandra Duarte, o estupro coletivo seria um “presente de aniversário” para o dono da casa, Eduardo Santos Pereira (28 anos). As convidadas teriam sido escolhidas “a dedo” para participar da festa. O irmão do aniversariante, Luciano, também teria participado do plano para estuprar as convidadas da festa. A polícia explicou que os criminosos decidiram matar as duas mulheres porque o pano que vendava as vítimas desatou, fazendo com que elas pudessem ver os participantes do crime, incluindo o próprio aniversariante, Eduardo Santos.
Na coletiva de imprensa, a polícia explicou que as esposas dos dois irmãos também estavam na festa, mas foram separadas das outras cinco mulheres que foram estupradas pelo grupo. Segundo a investigação, elas não sabiam o que iria acontecer na festa.
Ao tomar conhecimento do crime, a polícia de Campina Grande passou a buscar os envolvidos. Os primeiros foram presos no velório das duas vítimas. A partir de então, a busca continuou, resultando na prisão dos demais participantes. Eles serão indiciados por cárcere privado, sequestro, estupro, homicídios qualificados, roubo e formação de quadrilha.
Da redação
 contato@portalmulherdefato.com.br

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Cesareana

Pesquisa da Fiocruz investiga aumento de cesarianas no país
Fonte: Agência Brasil
Texto:
Foto: ABR
A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) vai entrevistar 24 mil mulheres que tiveram bebê recentemente (pós-parto) para descobrir o porquê da preferência de muitas brasileiras pela cesariana. Dados do Ministério da Saúde indicam que, em 2010, 52% dos partos no país foram cirúrgicos. Na rede privada, o índice chega a 82% e na rede pública, a 37%.

A pesquisa vai verificar com a mãe qual foi a indicação médica para o tipo de parto, onde foi feito o pré-natal e se o profissional que acompanhou a gestação foi o mesmo que realizou o parto. No caso de mulheres que passaram por cesariana, será perguntado o motivo da escolha.

Doula há cinco anos, Rachel Bessa oferece apoio a mulheres grávidas para alcançar o bem-estar físico e emocional durante a gestação e o parto. Ela explicou que o parto normal é um ato de respeito ao próprio corpo feminino, enquanto a cesariana exige um procedimento cirúrgico com riscos, como a hemorragia interna.

Outra desvantagem, segundo Rachel, é que, após a cesariana, a mãe não pode ficar junto com a criança imediatamente porque precisa se recuperar da cirurgia – mesmo que o bebê necessite desse primeiro contato já que, por meio dessa aproximação, é possível, por exemplo, controlar a temperatura corporal.

“Além disso, durante o parto normal, acontece uma compressão natural no peito da criança. Com isso, todo o resquício de líquido, próprio da gestação e que pode estar dentro da criança, é limpo. É um processo natural. No caso da cesárea, é usada uma sonda para a retirada desses líquidos.”

Lais Ignácio, 25 anos, é nutricionista e está grávida do primeiro filho. “Pretendo ter parto normal, mas vai depender da situação na hora”, disse. Apesar do receio da dor, ela explicou que prefere parto normal porque a recuperação é mais simples. “O corpo feminino foi preparado para isso”, completou.

Catiana Ferreira, 29 anos, trabalhadora doméstica, compartilha o sentimento de ansiedade. Grávida do primeiro filho e já no oitavo mês de gestação, ela disse que ainda não recebeu uma indicação médica sobre que tipo de parto optar. “Quero parto normal, porque é mais rápido e recupera logo. Assim, não necessito de muito repouso já que preciso voltar a trabalhar.”

Já Maria de Fátima Oliveira, 36 anos, fará uma cesariana, mesmo preferindo o parto normal. A empregada doméstica está grávida do primeiro filho, mas tem um mioma que pode complicar o procedimento. “Se não fosse esse problema, faria o [parto] normal, porque a recuperação é mais rápida e mais saudável”, disse.

De acordo com o Ministério da Saúde, as chamadas cesáreas eletivas são as que mais representam risco. Nesse tipo de procedimento, a mãe agenda o dia e o bebê nasce sem que a mulher entre em trabalho de parto, o que pode causar problemas de saúde, sobretudo respiratórios, na criança.

CARTA DE LULA

Cara Presidenta da República Dilma Rousseff,
Caro Presidente do PT Rui Falcão,
Dirigentes e Militantes do PT,
Companheiras e Companheiros,
 
 
Eu queria muito estar hoje em Brasília com vocês. Além de celebrar coletivamente o aniversário do nosso partido, teria a oportunidade de rever e abraçar tanta gente amiga cujo carinho e companheirismo têm um papel fundamental na minha vida.
 
No entanto, o meu tratamento de saúde entrou em sua etapa final e devo manter a rigorosa disciplina seguida até agora, para que a cura seja completa e eu volte o mais rápido possível à militância social e política que tanto nos apaixona e mobiliza.
 
Se não terei, hoje, a alegria de revê-los, é porque quero estar com vocês muitas e muitas vezes nos próximos meses e nos anos vindouros, participando intensamente das lutas promovidas pelo PT em defesa da dignidade do povo brasileiro e da democratização cada vez mais substantiva da nossa sociedade.
 
O PT tem motivos de sobra para orgulhar-se de sua trajetória e de suas conquistas. Conseguimos, nesses 32 anos de vida, enfrentando todo tipo de preconceito e dificuldade, construir o maior partido de esquerda da história do Brasil e uma das organizações progressistas mais respeitadas do mundo. Cumprimos, com notável êxito, os principais compromissos contidos em nosso “Manifesto de Fundação” lançado em 10 de fevereiro de 1980 naquele memorável encontro do Colégio Sion.
 
Nunca será demais lembrar que, junto com outras forças de oposição, o PT contribuiu de modo decisivo para o fim do autoritarismo e a redemocratização do país. Ajudamos a criar e consolidar a maioria das organizações populares, independentes e combativas, que fazem a riqueza da sociedade civil brasileira. O chamado “modo petista de governar”, primeiro nos municípios e estados e depois no próprio governo federal, renovou profundamente a cultura administrativa do país, tornando-o muito mais republicano e participativo. Construímos, em parceria com outros partidos de esquerda, imprescindíveis ao sucesso da causa comum, generosas frentes populares, que se opuseram ao desmonte neoliberal e ofereceram ao país um modelo alternativo de desenvolvimento, capaz de gerar empregos, distribuir renda e promover inclusão social. E fomos além. Inspirados no saudoso Paulo Freire, que recomendava “unir os diferentes para melhor enfrentar os antagônicos”, constituímos uma ampla aliança de centro-esquerda para conquistar democraticamente a Presidência da República.
 
Nesses nove anos de governo nacional, o PT e seus aliados realizaram, pacificamente, uma verdadeira revolução econômica e social, levando o país a dar um extraordinário salto produtivo e tecnológico e, sobretudo, incorporando aos direitos básicos de cidadania dezenas de milhões de brasileiros e brasileiras que viviam à margem da sociedade. Tudo isso resultou em uma nação muito mais próspera e justa, que conquistou importante lugar no mundo. A atuação internacional do Brasil expressa os mesmos valores éticos e políticos, afirmando a soberania do país, impulsionando a integração regional e pugnando pela reforma da ordem global, na perspectiva de um mundo multipolar, em que todos os povos tenham verdadeiras oportunidades de desenvolvimento.
 
Nosso projeto transformador, hoje sob a liderança da querida companheira Dilma Rousseff -- essa mulher corajosa, lúcida e competente, que o Brasil e o mundo estão aprendendo a admirar -- segue de vento em popa.
 
A Presidenta Dilma, além de consolidar as conquistas do período precedente, cujo mérito é também dela, como excelente ministra que foi, está dotando o país de novos objetivos estratégicos, que devemos apoiar com entusiasmo. São metas econômicas, políticas, sociais e culturais que pavimentam o caminho do futuro. Peço licença a vocês para destacar duas delas, que tocam fundo o meu coração: erradicar a extrema pobreza até 2014, dando oportunidade de sobrevivência digna a 16 milhões de pessoas, por meio do Programa Brasil Sem Miséria; e expandir em escala massiva o ensino profissional e tecnológico, interiorizando a oferta, por meio do Pronatec, que pretende beneficiar 8 milhões de jovens até 2016.
 
Ainda existem, evidentemente, desafios importantes a superar. Mas os avanços obtidos sob a liderança do PT são inequívocos e prefiguram conquistas ainda maiores e mais valiosas.
 
Para estar à altura de suas responsabilidades, como esteve até agora, o nosso partido precisa manter-se sempre democrático e inovador, sem perder nunca a capacidade de aprender com as lutas do povo e de se aperfeiçoar a cada dia.
 
Quero concluir essa saudação dizendo da minha alegria em saber que nesse ato estão sendo homenageadas duas pessoas admiráveis, que dedicaram toda a sua vida aos ideais de liberdade e justiça: Apolônio e Reneè de Carvalho. Sei que outros falarão sobre o inesquecível e insubstituível Apolônio. Direi uma palavra sobre a caríssima Reneè. Nada melhor do que o espírito fraterno, a bondade e o sorriso luminoso dessa linda companheira para simbolizarem o humanismo que deu origem ao PT e que sustenta a nossa caminhada.
 
Um grande abraço do Lula


quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

MULHERES MIL


Mulheres Mil....(Programa do Governo Federal em parceria com os Institutos Federais de Educação do qual sou funcionária).
Poucas vezes me senti tão bem como hoje, na solenidade de conclusão da capacitação de 36 mulheres, a caminho da inclusão. O fato de ser mulher, o fato de ser indignada com a discriminação, o fato de abominar a exclusão.
O fato é que exclusão social e a pobreza absoluta tem aumentado a passos largos e o predomínio de mulheres entre os pobres é conseqüência ainda do desigual acesso feminino às oportunidades econômicas e sociais.Estamos no século XXI.....No século passado queimamos nossos sutiãs, (Bra-Burning) a ‘queima’, propriamente dita, nunca aconteceu,mas a atitude foi incendiária,conquistamos o direito de votar,encurtamos nossas saias e aumentamos nossas possibilidades,mas as estatísticas ainda teimam em nos colocar em desigualdade.
Hoje vi mulheres simples ,com dificuldades de todo tipo, se empoderando..... 
A palavra empoderando chama a atenção para a palavra “poder” e o conceito de poder enquanto relação social. O poder (na ciência política geralmente vinculado ao Estado) pode ser fonte de opressão,autoritarismo, abuso e dominação. Na proposta do feminismo,porém, é uma fonte de emancipação, uma forma de resistência.Empoderamento nessa a perspectiva é um poder que afirma, reconhece e valoriza as mulheres.
Vi essas mulheres dando o primeiro passo para o empoderamento, melhorando a auto-percepção, acreditando que são capazes de mudar suas crenças em relação à submissão e exclusão ,despertando para os seus direitos.
Direito de vida digna,direito de ser respeitada,direito de ser mulher com muito orgulho.
Vi rostos esperançosos,vi rostos orgulhosos de si mesmos,vi mulheres, vi MARIAS...