domingo, 30 de setembro de 2012

Violência contra mulheres: Senadora petista cobra ação dos estados e critica cultura machista


30/09/12 - 09h30
Violência contra mulheres: Senadora petista cobra ação dos estados e critica cultura machista

Depois de visitar o município de Queimadas na Paraíba, a senadora Ana Rita (PT-ES) cobrou dos estados brasileiros a criação de estruturas adequadas ao combate à violência contra a mulher.


Relatora da CPMI da mulher no Congresso Nacional, a senadora petista subiu à tribuna do Senado para defender o rompimento da “cultura machista” existente no País.
“Um país respeitador dos direitos das mulheres não pode conviver com tragédias como a de Queimadas, com a morte anunciada de mulheres, com uma cultura que despreza o feminino e que valoriza o uso da força masculina. É preciso que os estados brasileiros mais violentos, cujas taxas de homicídios são elevadas, tomem em sério os casos e os dados estatísticos e pensem com inteligência estratégias para esclarecer e prevenir novos crimes”, ressaltou.
Em Queimadas, houve um dos crimes de gênero mais chocantes dos últimos tempos - um estupro coletivo de cinco mulheres, que culminou com a morte de duas delas. “Este caso é emblemático. Homens, ainda hoje, acreditam que podem ter relações sexuais com mulheres contra a vontade dessas e usarem a força para isso. “A cultura machista ensina que homens podem invadir os corpos das mulheres, bater nos seus rostos, queimar suas costas, violentar sexualmente, tirar suas vidas. (...) A violência doméstica e sexual ainda é naturalizada e muitas vezes as mulheres são responsabilizadas por terem sofrido a violência”, reagiu Ana Rita. “É a normalidade do uso da violência contra as mulheres que devemos enfrentar e desconstruir diariamente”, reforçou.
Durante a realização do Fórum Nacional de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher do Campo da Floresta, lembrou a senadora, a Secretaria de Políticas para as Mulheres anunciou a aquisição de 54 unidades móveis para o atendimento a mulheres e trabalhadoras rurais, em situação de violência. Como parte do Pacto Nacional pelo Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, as ações serão coordenadas pelos governos estaduais. A entrega dos ônibus terá início em 2013.
Os governos estaduais e municipais, junto com o movimento organizado de mulheres, é quem decidirão as localidades que receberão os veículos.  As informações servirão de referência para as localidades prioritárias dos ônibus, em municípios que já contam com programas sociais do Governo Federal.

O SEU VOTO NÃO TEM PREÇO




VOTE CONTRA QUEM SEMPRE FEZ ISSO...

ESSE DINHEIRO É SUJO....







EM NOSSA CIDADE TEMOS MUITAS





Temos muitas estrelas em nossa cidade



Queremos vencer e queremos derrotar o projeto neoliberal do PSDB e dos Democratas.


30/09/12 - 09h30
André Vargas: Eleições municipais aumentarão participação do PT nas capitais e grandes centros
Deputado André Vargas (PT-PR) - Foto: Richard Casas - Arte: Cielito Rebelatto Júnior

Secretário de Comunicação do PT tem expectativa positiva para os resultados eleitorais do Partido em 2012


As eleições municipais de 2012 deverão aumentar a participação do PT nas capitais e nas cidades mais importantes do Brasil. A informação é do secretário nacional de comunicação do PT, deputado André Vargas.
“Nas cidades que tem segundo turno o PT está presente com força, com energia, estamos convencidos que nas eleições em São Paulo, maior dos centros e no Rio de Janeiro, nós temos uma aliança vencedora. Vamos vencer no primeiro turno em Goiânia, estamos bem posicionados em Salvador que é uma capital importante, em Fortaleza há um crescimento grande, João Pessoa as pesquisas apontam que estamos muito bem e também em Minas Gerais uma eleição absolutamente polarizada, onde qualquer resultado pode ocorrer”.
André Vargas disse ainda que o PT está preparado para ir ao segundo turno, para vencer as eleições juntamente com seus aliados porque o objetivo do PT não é que só o Partido vença.
“Queremos vencer e queremos derrotar o projeto neoliberal do PSDB e dos Democratas. Aquela oposição que não se conforma de ver trabalhadores governando, com essa visão popular e também que nossos aliados vençam como é o caso de cidades onde nós estamos apoiando”, ressaltou André Vargas citando o caso de Manaus com a senadora Vanessa Grazziotin,  de Florianópolis onde o PT apoia aliados. 
Na avaliação do parlamentar o segundo turno será de muitas emoções e fortalecimento da base aliada.

Vargas convocou a militância para reagir contra as conspirações em véspera de eleição e aos ataques sistemáticos por parte da imprensa que está sendo usada até como porta voz de uma elite que não quer ver o crescimento e o fortalecimento do Brasil.
(Fabricia Neves e Neide Freitas – Portal do PT)

André Vargas: Eleições municipais aumentarão participação do PT nas capi...

sábado, 29 de setembro de 2012

O QUE ME PREOCUPA NAS ELEIÇÕES EM JOÃO PESSOA, E O DERRAME.




SÓ UM SOBE - LUCIANO CARTAXO13


Pesquisa do Correio confirma Cartaxo na ponta com 30,58%; Cícero se mantém em 2º


Maranhão tem 18% e Estela aparece com 14% em quarto


O Sistema Correio de Comunicação divulgou, na tarde desta sexta-feira (28), no programa Correio Debate, da rádio 98 FM, a penúltima rodada da pesquisa estimulada Consult com a intenção de voto dos pessoenses para a prefeitura municipal de João Pessoa, na qual o petista Luciano Cartaxo continua em primeiro lugar com 30,58%.

Em segundo lugar está o senador Cícero Lucena (PSDB) com 20,17%, seguido de José Maranhão (PMDB), que tem 18%, e Estela Bezerra (PSB), com 14%. O candidato do PSOL, Renan Palmeira, aparece em quinto lugar com 1,17%. Antônio Radical (PSTU) está em sexto com 0,58% e Lourdes Sarmento (PCO) em último com 0,33%.
7,67% dos entrevistados disseram que não sabem em quem votar e 7,50% que não votam em nenhum dos postulantes. 
A pesquisa foi realizada nos dias 23, 24 e 25 deste mês e ouviu 1200 pessoas em vários bairros da Capital. A margem de erro é de 2,8% para mais ou para menos.
Evolução
Com relação à pesquisa Consult divulgada no último dia 13 de setembro, Luciano Cartaxo cresceu 6,66%. O candidato pela coligação ‘Unidos por João Pessoa’ tinha 23,92% (pesquisa estimulada) e hoje está com 30,58%.
Já o senador Cícero Lucena, candidato pela coligação ‘Por amor a João Pessoa, Sempre’, caiu de 22,92 para 20,17 pontos. O ex-governador Maranhão, da coligação 'João Pessoa Mais Feliz', também caiu, pois tinha 21,17% e agora aparece com 18%.
A socialista Estela Bezerra caiu de 0,42%. Ele tinha 14,42% e agora tem 14 pontos. Lourdes Sarmento foi outra candidata que caiu, ela tinha 0,42% e agora aparece com 0,33%. Antônio Radical, do PSTU, pulou de 0,33 para 0,58% e Renan Palmeira, do PSOL, de 0,33% para 1,17%.

Da redação
WSCOM Online

"Ninguém teme cara feia nem cultura do ódio instalada no Estado.'


Nonato exige compostura do governador e Agra diz que é perseguido por fazer mais


Agra diz que em 2,5 anos fez mais do que RC em 6,5 anos

Dois dos mais importantes e próximos ex-assessores do governador Ricardo Coutinho resolveram abrir as baterias contra as ameaças e ações de perseguição que dizem comprovar na atual sucessão municipal. O prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, disse em discurso, ontem, que é perseguido pelo chefe do executivo apenas por saber e fazer mais do que o ex-aliado. Já o candidato a vice, Nonato Bandeira, advertiu RC exigindo compostura porque ninguém teme cara feia nem cultura do ódio instalada no Estado.
Luciano Agra durante passeata e comício no Busto de Tamandaré, em Tambau, pontuou uma série de ações que tem desenvolvido ao longo dos 2,5 anos com resultados duas, três maiores do que na fase de 6,5 anos do ex-prefeito e atual governador. “Este é o mal que me faz conviver com clima de terrorismo absurdo, simplesmente porque tenho feito muito mais por nossa cidade em pouco tempo”.
Agra acusou Ricardo de estar criando clima de terror entre o funcionalismo. “Minha gente estamos vacinados contra esta impostura de quem não consegue conviver com o bem, com a democracia e ameaça para os próximos dias operações de guerra como se a vida política vivesse do vale tudo”.
NA FERIDA – Já o candidato Nonato Bandeira resolveu apontar diretamente para o governador dizendo que ninguém tem medo do seu mau humor e de suas maldades sem fim. “Governador, tenha compostura!” – afirmou ele acrescentando que “a cidade de João Pessoa já optou pela liberdade, por conviver com formas de política mais decentes e não tem medo das ameaças, inclusive contra pessoas que lhe foram fundamentais nas suas conquistas e hoje vivem perseguidas de forma injusta e imoral”, referindo-se a Alexandre Urquiza.
Bandeira no inicio lembrou verso de Geraldo Vandré pontuando que “porque gado a gente marca, tange , ferra, engorda e mata, mas com gente é diferente” levando a platéia aos aplausos , seguido de outro trecho, ao final do discurso, afirmando que “um rei mal coroado não queria o amor em seu reinado, pois sabia não ia ser amado” – justificando a “cultura de perseguição, mau humor e insistência em querer a maldade em torno de si”.
 
Walter Santos
WSCOM Online

Infarto mata cinco paraibanos por dia



Cinco paraibanos morrem, em média, por dia após serem vítimas de infarto. Foram 1.236 casos só entre janeiro e agosto deste ano, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

O número corresponde a 63,90% do total de 1.934 óbitos dessa natureza registrados em 2011. No acumulado de cinco anos, já foram 10.366 mortos.
Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, as doenças do coração são a primeira causa de morte no mundo e matam cerca de 300 mil pessoas apenas no Brasil a cada ano. As principais causas são estresse, alimentação rica em gordura, obesidade, ausência de exercícios físicos, diabetes e pressão alta. Dos 1.236 registros de óbitos entre janeiro e agosto de 2012, na Paraíba, 109 foram entre pessoas com idades de 20 a 49 anos. No ano passado, foram 191 mortes por infarto ocorridas nessa faixa etária. Em 2010, essa quantidade foi de 209. João Pessoa, Campina Grande, Patos e Sapé foram as cidades que apresentaram a maior incidência.
Para o cardiologista do Núcleo de Doenças Não Transmissíveis da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e diretor da Sociedade Paraibana de Cardiologia, Fábio de Medeiros, essa mortalidade se deve principalmente ao estilo de vida que a população adota nos grandes centros urbanos.
Ele explica que o infarto ocorre com maior frequência entre homens com idades entre 50 e 60 anos e em mulheres que já passaram das sete décadas de vida. No entanto, os registros estão surgindo também entre os mais jovens por conta do estresse e da falta de alimentação de qualidade e de exercícios físicos.
“Nas mulheres, a incidência é mais tardia, por causa da proteção hormonal, que as mulheres só começam a perder após os 70 anos. No entanto, hoje em dia, o infarto está acometendo pessoas mais cedo por causa do estilo de vida nos grandes centros urbanos. Hoje em dia, as pessoas estão mais estressadas, utilizando mais bebidas alcoólicas, cigarros e drogas ilícitas”, observa.
“Sem contar que o mercado de trabalho está mais competitivo e as pessoas são obrigadas a se esforçar mais, trabalhar mais, estudar e fazer dois ou três cursos ao mesmo tempo. Tudo isso reduz o tempo de descanso, aumenta o estresse e a pressão alta, que são dois fatores desencadeadores do infarto”, afirma.
JPonline

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Universitários recebem Haddad e Lula


Eleições 2012: Universitários recebem Haddad e Lula
Ex-presidente Lula e o candidato Fernando Haddad falam aos estudantes (Foto: Paulo Pinto)

Fernando Haddad e o ex-presidente Lula falaram de grandes programas criados pelo candidato quando era ministro da Educação, como o ProUni, o Fies e o Pronatec


Fernando Haddad e o ex-presidente Lula foram recebidos em uma grande plenária nesta quinta-feira (27) por estudantes universitários na Uninove Memorial, na Barra Funda, zona oeste da cidade. Lá, falaram dos projetos de Haddad para São Paulo e de grandes programas criados pelo candidato quando era ministro da Educação, como o ProUni, o Fies e o Pronatec.
Apresentado pelo presidente da UNE, Daniel Iliescu, e pela vice-presidenta da entidade, Clarissa Alves, o evento teve a participação de outros líderes estudantis e depoimentos de bolsistas do ProUni - programa criado por Haddad que colocou 1 milhão de jovens pobres na universidade. “Agora, a gente pode ir além, pode ser o que a gente quiser”, afirmou o bolsista James Hermínio.
Nádia Campeão, candidata a vice de Haddad, disse que é hora de os estudantes entrarem com força no debate eleitoral. “Usem o senso crítico típico da juventude nos debates desses últimos dias. Não é possível um candidato não ter plano de governo. Isso é desrespeito à população.”
Lula começou seu discurso rebatendo os ataques dos adversários. “Devemos nos orgulhar. No nosso governo, quem faz algo errado é julgado. No deles, era tudo engavetado. Na nossa casa, quando o filho é suspeito, nós investigamos, não culpamos o vizinho, como eles fizeram. E, se juntarmos todos os presidentes do Brasil, eles não criaram tantos instrumentos para combater a corrupção como nós criamos em oito anos.”
Lula também falou que Haddad é o melhor candidato para São Paulo porque “um prefeito precisa produzir humanidade, fraternidade, unir as pessoas”. E ressaltou o trabalho de Haddad no Ministério da Educação. “Ele tem a habilidade extraordinária de saber ouvir. E saiu o Prouni. Conseguimos usar o imposto que já não era pago pelas universidades privadas para transformar filha de pedreiro em médica.”
Haddad iniciou o discurso dizendo que sempre se sente professor, referindo-se à sua vida acadêmica na Universidade de São Paulo. “Era uma dor ver uma pessoa que quer estudar e não pode.”
O candidato do PT explicou a origem do ProUni, contando que foi sua mulher, Ana Estela, quem o estimulou a levar a ideia - nascida quando ele atuava na prefeitura de São Paulo - para o governo federal. Relatou também a luta para a aprovação do programa no Congresso e até no Judiciário. “Hoje, o ProUni está consolidado.”
“O que me deixa feliz com o ProUni não é só que o pobre entrou na universidade. É porque o negro entrou na universidade. Isso é o resgate de uma dívida histórica”, completou.
Haddad também falou de programas que implantará em São Paulo na área do ensino, como a educação de tempo integral - “Que não chegou a São Paulo, mas chegou a 32 mil escolas públicas do Brasil, pela mesquinhez da administração local” - e a construção da Universidade Federal da Zona Leste. “O presidente Lula fez um acordo com o prefeito Kassab há três anos para construir a Universidade. O prefeito não desapropriou (o terreno) até agora. Falta este elo para completar o anel unviersitário em torno de São Paulo.”
#REDEPT13

LUCIANO CARTAXO LIDERA EM JP COM 30,58%


LUCIANO CARTAXO LIDERA EM JP COM 30,58% SEGUIDO POR CÍCERO LUCENA E JOSÉ MARANHÃO

Publicada em: 28/9/2012 às 14:37

LUCIANO CARTAXO LIDERA EM JP COM 30,58% SEGUIDO POR CÍCERO LUCENA E JOSÉ MARANHÃO

  • A-
  • A+
  • TAMANHO DA FONTE:
O candidato a prefeito Luciano Cartaxo (PT) lidera a corrida pela Prefeitura de João Pessoa com 30,58% das intenções de voto como mostra mais uma pesquisa Correio/Consult divulgada na tarde desta sexta-feira (28). Logo em seguida aparece Cícero Lucena (PSDB) com 20,17%, seguido por José Maranhão (PMDB) com 18%. 

Em quarto lugar aparece Estela Bezerra (PSB) com 14% das intenções de votos dos pessoenses.

O candidato Renan Palmeira (Psol) aperece na pesquisa com 1,17%, Antônio Radical (PSTU) com 0,58%, Lourdes Sarmento (PCO) aparece com 0,33%.

Não sabem responder em quem votar chega a 7,67%. Não votariam em nenhum dos sete candidatos somam 7,50%.

A pesquisa Correio Consult ouviu entre os dias 23 e 25 1.200 eleitores e foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) sob número 00078/2012. A margem de erro é de 2,8% para mais ou para menos.

 
FONTE: POLÍTICAPB


O LÍDER FALA O QUE O POVO QUER OUVIR


SINTO-ME NA OBRIGAÇÃO DE LEMBRAR AO CANDIDATO DO PMDB DE JOÃO PESSOA

Publicado em 2009

Funcionário de Maranhão é pago por prefeitura

Funcionário de Maranhão é pago por prefeitura
EXCLUSIVO: Gestor da fazenda de Maranhão é pago pela prefeitura de Araruna e revela: Governador não assina carteira de trabalhadores

EXCLUSIVO - Dono de 30 mil cabeças de gado, o governador José Maranhão (PMDB) é proprietário de várias fazendas espalhadas pelo interior da Paraíba e até no Tocantins. O segredo do sucesso no ramo, além de outros requisitos, pode estar relacionado à economia que o governador impõe com as despesas trabalhistas em seus negócios rurais.

Depoimento à Justiça do Trabalho de um administrador de uma das fazendas do governador na Paraíba revela que Maranhão não assina a Carteira Profissional fotodos trabalhadores e mais: usa a prefeitura de Araruna, terra que mantém domínio político, para bancar custos com gestores das fazendas.

Pois foi exatamente o que disse Bento Agripino de Macedo, administrador da Fazenda Juriti, localizada em Cacimba de Dentro, de propriedade de José Targino Maranhão, perante o juiz do Trabalho, Antônio Cavalcanti da Costa Neto, durante audiência em maio de 2007, na Vara do Trabalho em Guarabira.

Escalado como preposto do governador para se defender de ação trabalhista movida pelo vaqueiro Severino Gonçalves Ramos, o administrador Bento Agripino de Macedo, que trabalha para Maranhão desde 1982, declarou ao juiz, durante interrogatório, que tinha sua Carteira Profissional assinada pela prefeitura de Araruna.

A declaração do administrador encontra respaldo em empenhos extraídos do Sagres, do Tribunal de Contas do Estado, a partir de 2003. Há registros de que Bento Agripino de Macedo está na folha de pessoal da prefeitura de Araruna, lotado na Secretaria de Administração e Planejamento desde 2003, quando o sistema foi implantado pelo TCE.

Em 2009, já na nova administração da prefeita Wilma Maranhão, irmã do governador, de acordo com Sagres, o administrador, que mora na Fazenda Juriti, em Cacimba de Dentro, recebe desde janeiro como funcionário da Secretaria de Administração, Finanças, InfraEstrutura e Gestão Estratégica do município.

Clique e Confira:

 Janeiro     Fevereiro     Março     Abril     Maio     Junho     Julho

Trabalho de domingo a domingo e salários de R$ 240,00

Bento Agripino disse ainda que os “trabalhadores das fazendas do senador José Maranhão na Paraíba trabalham sem carteira assinada” e sem assinar recibo de pagamento de salário.

Como aconteceu com o vaqueiro Severino Gonçalves Ramos, autor da ação que levou o administrador da fazenda Juriti a declarar em juízo que tinha Carteira Profissional assinada pela prefeitura de Araruna.

Pai de cinco filhos, Severino foi contratado para trabalhar na fazenda do governador, em 1996, conforme declarou. Tomando conta de mais de mil reses, por lá ficou até 2006, quando foi afastado e moveu ação trabalhista, alegando que trabalhava sem Carteira assinada, de domingo a domingo de 7hs a 17hs, sem direito a férias, décimo terceiro ou qualquer outro benefício trabalhista.

Severino recebia R$ 60 por semana o que totalizava R$ 240 por mês. E tinha direito de tirar leite e plantar milho e feijão para sustento da mulher e dos cinco filhos, que o ajudavam nos afazeres domésticos.

Severino declarou que, às vezes, passava 12 semanas para receber o salário. “Sua jornada de trabalho iniciava-se às sete horas da manhã, estendendo-se até às 17hs, com uma hora para o almoço, de domingo a domingo, realizando os trabalhos e distribuindo tarefas com os demais trabalhadores nas diversas atividades da fazenda, dentre elas: ordenho e manejo dos animais, conserto de cercas e etc.”, disse o advogado do vaqueiro, quando do ingresso da ação, em junho de 2006.

Acusado pelo oficial de Justiça de se ocultar da notificação, o processo foi julgado a revelia e Maranhão perdeu a ação na primeira instância.

Constituindo o advogado Assis Almeida, hoje consultou jurídico do governador, o então senador José Maranhão conseguiu anular a sentença com recurso junto ao Tribunal Regional do Trabalho.

Na nova defesa, o governador negou por meio do administrador que atrasava salários e alegou que o vaqueiro só trabalhava três horas por dia, tendo direito a vender queijo feito do leite extraído das vacas da fazenda.

Em maio de 2007, a Justiça condenou Maranhão a pagar apenas R$ 5 mil para o vaqueiro e o obrigou a assinar a Carteira Profissional a partir de 2001.

 

Barão de Araruna: registros de trabalho escravo na fazenda do Tocantins

O processo de Severino Gonçalves não é o único caso de problema trabalhista que o governador José Maranhão enfrentou. Em abril de 2006, um grupo móvel de fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego (TEM) retirou 12 pessoas da Fazenda São Judas Tadeu, em Esperantina (a 759 Km da Capital), no Tocantins, de propriedade do então senador José Maranhão, e 334 pessoas da Fazenda São Martinho, de propriedade da Siderúrgica Marabá, no município de São Bento (a 548 km de Palmas, no Extremo Norte), em “situação degradante”, conforme divulgou Jornal de Tocantins à época. (Veja a matéria).

Na fazenda de Maranhão, foram encontrados 12 trabalhadores sem registro e com salários atrasados. De acordo com o coordenador do Grupo Móvel, um representante do parlamentar afirmou que todas as medidas para a regularização dos trabalhadores serão tomadas. Na época, o senador também não foi encontrado, em seu gabinete, para comentar sobre o assunto.

Um ano depois, Maranhão volta às páginas da imprensa nacional por ter sido um dos parlamentares do Brasil que tiveram ajuda financeira na campanha de 2006 de empresas condenadas por trabalho escravo, conforme revela reportagem veiculado no site WWW.CONGRESSOEMFOCO.COM.BR e reproduzida em sites do Estado. (Veja a matéria). 

Na Paraíba, o único citado é o senador José Maranhão (PMDB). O senador tentou se eleger governador do estado, mas perdeu as eleições para Cássio Cunha Lima (PSDB). Nas eleições do ano passado, recebeu R$ 35 mil da Simasa.

Por tudo isso, o governador José Maranhão é chamadopelos adversários políticos de “Barão de Araruna”, uma referência pejorativa ao personagem da telenovela Sinhá Moça, da Rede Globo, conhecido como Coronel Ferreira, o Barão de Araruna, pequena cidade do interior paulista, ferrenho escravocrata no final do Brasil Império.

Luís Tôrres

PB Agora 

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Rádio PT: Dr. Rosinha quer restrições em publicidade de bebida alcoólica


Rádio PT: Dr. Rosinha quer restrições em publicidade de bebida alcoólica


O deputado Dr. Rosinha (PT/RS) é contra o uso de artistas, jogadores e personalidades públicas em propagandas de bebidas alcoólicas. O parlamentar é autor do projeto de Lei nº 3.560, de 2012, que restringe este recurso tão utilizado por marcas e agências de publicidade.
“É crescente no Brasil o consumo de álcool, principalmente entre os jovens. Eles se referenciam em lideranças nacionais, como artistas e jogadores. Nosso projeto visa proibir que qualquer tipo de propaganda com bebida que contenha álcool tenha estas personalidades como protagonista”, afirma.
Dr. Rosinha usa como exemplo negativo a presença do técnico da seleção brasileira de futebol, Mano Menezes, em comerciais de uma marca de cerveja. “É preciso sensibilidade no trato desta questão”, alerta.
(Chico Pereira - Rádio PT)

MILITANTES DE ESTELA PARTEM PARA O VANDALISMO


QUI
27.09

Militantes de Estela partem para o vandalismo

0
  • Aumentar Fonte


Não basta apenas processar e ameaçar. Tem que apedrejar também. Além de tentar calar a minha voz com ações judiciais no TRE, a campanha de Estela parte para o vandalismo. Na madrugada desta quinta-feira (27), militantes (ou marginais) do PSB num grupo de motos, jogaram duas pedras em meu carro, que se encontrava estacionado em frente à minha casa. Pude ver tudo, pois estava na varanda. Todos vestiam camisas laranjas e usavam adesivos de Estela.

Que o grupo do governador Ricardo Coutinho é autoritário, ditador e arrogante, todos nós já sabíamos. A novidade agora é o vandalismo. Ver a candidata do partido amargar a quarta posição em todas as pesquisas desde janeiro, deve deixar os girassóis bastante desesperados. E com razão, pois faltam apenas 10 dias para o pleito e tudo indica que o sonho de Ricardo Coutinho - de governar João Pessoa pelo Palácio da Redenção - não irá virar realidade.

Será que vale a pena dar tanto poder para esse grupo? Se Ricardo Coutinho como governador já se acha Deus e maltrata os mais humildes, como ele agirá tendo a prefeitura e o governo do Estado em suas mãos?

Reflitam.

Alan Kardec

Especialista em marketing politico & propaganda eleitoral pela USP e bacharel em comunicação social pela UFPB.

OXENTE., NÃO TEM FICHA PARA O PSDB?


25 de Setembro de 2012

Justiça Federal acolhe denúncia de improbidade contra Cícero Lucena

Justiça Federal acolhe denúncia de improbidade contra Cícero Lucena
Justiça Federal acolhe denúncia de improbidade contra o candidato a PMJP Cícero Lucena

O Diário da Justiça Federal (JF) publicou na edição do dia 30 de agosto decisão do juiz Alexandre de Luna Freire, da 2ª Vara da JF na Paraíba, acolhendo uma ação civil pública (movida conjuntamente pelo Ministério Público Federal, Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e Prefeitura Municipal de João Pessoa) em que pede a condenação do senador e candidato a prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (PSDB).

Segundo os autos, o ex-prefeito é acusado de irregularidades na execução o convênio nº 252/1998-MS, firmado entre a Prefeitura de João Pessoa e o Ministério da Saúde, através da Funasa. Na época, Cícero Lucena era o prefeito da Capital.

Ainda de acordo com a ação, o Ministério Público Federal aponta a Cícero a responsabilidade por fraude em licitação, superfaturamento de valores durante a execução de obras públicas, alterações nos contratos de obras em prejuízo do objeto do convênio, além de pagamentos por serviços não realizados e em duplicidade de alguns serviços.

Entenda o caso - O convênio 252/98 foi firmado entre a Prefeitura de João Pessoa, à época em que Cícero Lucena Filho era prefeito, e o Ministério da Saúde, com repasse de recursos federais da ordem de R$ 954.229,91. O montante se destinava à execução do sistema de esgotamento sanitário do Alto do Mateus e bairros adjacentes, visando atender a população de baixa renda.

Uma auditoria realizada por técnicos da Funasa, porém, concluiu que o objeto do convênio não foi executado, ou seja, a obra nem foi concluída nem entregue à população dentro do prazo estipulado, o que acarretou a imputação de débito no valor de R$ 20.475.610,05 ao ex-prefeito da Capital Cícero Lucena.

Redação com ParaíbaJá 

Fortaleza: “Ser prefeito só vale a pena se for para acabar com a miséria”, diz Elmano


Elmano de Freitas, candidato do PT em Fortaleza (Foto: Fábio Lima #Elmano13doPT)

Tirar crianças da rua, garantir mais inclusão para as pessoas da terceira idade e integrar a educação à ações de assistência são algumas das propostas do candidato petista


Acabar com a miséria e a exclusão social são princípios que movem o candidato do PT a prefeito de Fortaleza, Elmano de Freitas. Durante plenária do setorial de assistência social realizada no início da semana, com mais de mil pessoas presentes, Elmano mostrou que a luta contra as desigualdades é forte em sua campanha.
“Eu tenho clareza que ser prefeito só valerá a pena se for para acabar com a miséria e com a exclusão”, disse.
Para Elmano, estar em um governo é apenas um “instrumento”. A experiência que mais enriquece é a convivência com o povo mais simples, segundo ele. “E foi por isso que eu, como advogado, optei por caminhar ao lado do povo mais pobre”, afirmou, lembrando sua atuações como advogado de movimentos sociais.
Na ocasião, Elmano também anunciou que vai fazer concurso público para a Secretaria de Assistência Social. O objetivo, segundo ele, é ter profissionais de carreira dentro da pasta para fortalecer o trabalho já desenvolvido. O candidato falou ainda de suas propostas para reforçar o trabalho que já está sendo feito pela pasta - que foi criada na gestão da prefeita Luizianne Lins (PT)
Tirar crianças da rua, garantir mais inclusão para as pessoas da terceira idade e integrar a educação à ações de assistência são algumas das propostas apresentadas por Elmano. Ele quer, por exemplo, que a Secretaria de Assistência Social tenha programa para visitar as família de alunos que não estão frequentando a sala de aula, afim de regularizar a situação escolar dos estudantes.
Este será, segundo ele, um dos benefícios da união da educação com a assistência social.“E nós queremos mais. Queremos a inclusão digital para a terceira idade, para que essas pessoas tenham Facebook, que não se sintam excluídas”, disse. Participaram do evento, além do candidato a vice-prefeito Antônio Mourão (PR), o deputado federal Eudes Xavier e o coordenador da campanha de #Elmano13doPT, deputado estadual Antônio Carlos.

#REDEPT13

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

PROFESSORA NEUMA OLIVEIRA


OLHO VIVO inicia discussão literária entre educadores

Primeira convidada, professora Neuma Oliveira lembra que a educação não apenas transforma, mas pode também deformar

Educação  –  22/09/2012 11:08
134
(Foto Ilustrativa)
Que tipo de educação estamos oferecendo

às gerações que nos sucedem?
A editoria “Educação” abre espaço para os educadores. Vamos fomentar uma discussão literária entre eles, e mais para frente apontar as instituições que trabalham com métodos alternativos como forma de educar. A primeira convidada é a professora Neuma de Oliveira.

Educação que transforma x educação que deforma

(Neuma Oliveira)
A grande maioria da população, quando indagada sobre o que é necessário para melhorar nosso país, logo pensa: Educação. É automático, educação é a cura de todas nossas mazelas sociais. Um dos maiores educadores do Brasil, Paulo Freire, já disse muito sabiamente: “Se a educação sozinha não pode transformar a sociedade, tampouco sem ela a sociedade muda.” Inegável.
Todavia, muitos dos conceitos e práticas tidas como abomináveis são irremediavelmente transmitidos e perpetuados nas diversas sociedades, independentemente das vontades individuais. Ora, todas as pessoas afirmam, por exemplo, que a fome é algo ruim. Assim sendo, por que não somos todos educados para que haja segurança alimentar? Uma das possíveis respostas poderia ser: Da mesma forma que a educação liberta, pode também oprimir. Quando o mesmo Paulo Freire diz: “Não basta saber ler que Eva viu a uva. É preciso compreender qual a posição que Eva ocupa no seu contexto social, quem trabalha para produzir a uva e quem lucra com esse trabalho.”, ele está se referindo exatamente a esse esvaziamento da educação, que é simplesmente o retrato da omissão das instituições educadoras em cumprir seu papel de formar seres humanos completos. 
Respeito incondicional
Não apenas as escolas, mas a TV, as igrejas, a família, o governo, as mídias sociais, cada instituição que seja responsável pela transmissão do conhecimento - direta ou indiretamente - deve tomar consciência do tipo de sociedade que se pretende alcançar, e tomar para si a responsabilidade de educar para a liberdade, para a responsabilidade, para o respeito incondicional ao próximo.
A educação quando praticada de forma superficial, apenas com o objetivo de acúmulo de conhecimento científico, torna-se tão somente um instrumento de exclusão de determinados setores, estimula a competição no lugar da cooperação, e a perpetuação dos diversos tipos de desigualdades sociais.
Crescimento coletivo e sustentável
A palavra educação, tão louvada e admirada, só terá realmente uma função transformadora e positiva, se praticada visando o sujeito de forma integral. Tendo como foco o crescimento coletivo e sustentável. A educação só será de fato redentora, quando assumir seu compromisso primário de tirar o indivíduo do fundo da “caverna” e apresentar-lhe a realidade clara das coisas como elas são, quando alcançarmos a compreensão derradeira de que educar para o desenvolvimento implica em desconstruir a ideia de educar para a manutenção dos privilégios de poucos. 
“O homem não é nada além daquilo que a educação faz dele.” Já disse Immanuel Kant, que através dessas palavras, ratificava a ideia de que a educação não apenas transforma, mas pode também deformar. Então fica a questão: Que tipo de educação estamos oferecendo às gerações que nos sucedem?
> Neuma de Oliveira é professora


Líder do PT na Câmara comemora aprovação recorde de 62% do governo Dilma


26/09/12 - 16h26
Líder do PT na Câmara comemora aprovação recorde de 62% do governo Dilma
Líder do PT, Jilmar Tatto, discursa na tribuna da Câmara (Foto: Liderança do PT)

“Esse resultado, mais uma vez, é a prova de que o governo da presidenta Dilma Rousseff está no rumo certo”, avalia o deputado Jilmar Tatto


O governo da presidenta Dilma Rousseff é bom ou ótimo para 62% dos brasileiros – o que representa um crescimento de três pontos percentuais na avaliação positiva do governo petista com relação à pesquisa de junho passado (59%). A informação é da pesquisa CNI/Ibope, divulgada hoje (26) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O levantamento revelou ainda que o percentual de brasileiros que confiam na presidenta chega a 73%.
A pesquisa também acusou uma queda da avaliação negativa do governo. O índice dos que consideram o governo “regular” passou de 32% para 29%. O percentual dos que classificam o governo como “ruim” ou “péssimo” caiu de 8% para 7%. Dos entrevistados, 1% não soube responder sobre a gestão.

“Esse resultado, mais uma vez, é a prova de que o governo da presidenta Dilma Rousseff está no rumo certo”, avalia o líder da Bancada do PT na Câmara, deputado Jilmar Tatto (SP). Para o petista, a presidenta dá continuidade ao bem sucedido projeto político iniciado pelo ex-presidente Lula. “É um reforço de todo o investimento social, de toda a preocupação em controlar a inflação, de todo o esforço de promover o crescimento do País distribuindo renda”, argumenta o líder. 

As áreas de atuação do governo que receberam maior aprovação foram o combate à fome e à pobreza (60%), combate ao desemprego (57%) e meio ambiente (54%). A aprovação da política para educação do governo subiu três pontos percentuais em relação a junho, de 44% para 47%. Outra área na qual a aprovação cresceu foi o combate à inflação, com elevação de 46% para 50% no período. A aprovação com relação às políticas de juros manteve-se inalterada, no patamar de 49%.
Outro dado importante é o crescimento da avaliação positiva do governo entre os brasileiros jovens de 25 a 29 anos. Nesse faixa etária, a avaliação do governo Dilma subiu 13 pontos percentuais. A região do País que registrou maior crescimento foi o Sul, com alta de nove pontos percentuais. O Nordeste continua sendo a região com o maior índice dos que aprovam o governo: 68%.
Entre as notícias mais lembradas no mês, está o anúncio da redução de até 28% nas tarifas de energia elétrica, lembrado por 11% dos participantes. Um total de 57% dos entrevistados consideram o governo Dilma igual ao governo Lula, e 62% têm expectativa de que o restante da gestão da presidenta será ótimo ou bom.
A pesquisa tem margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Entre 17 e 21 de setembro, o Ibope ouviu 2.002 eleitores com 16 anos ou mais em 143 municípios.


Desde 4ª feira está desaparecida a filha de Angineide, diretora do STR (Sindicato dos Trabalhadores Rurais) de Queimadas, Ana Alice, de 16 anos de idade.


Desde 4ª feira está desaparecida a filha de Angineide, diretora do STR (Sindicato dos Trabalhadores Rurais) de Queimadas, Ana Alice, de 16 anos de idade. 


A última vez que a adolescente foi vista foi na 4ª feira passada (19/09), às 17 horas quando desceu do ônibus vindo da Escola (em Boqueirão). Há informações de que a adolescente tenha saído com um motorista da Viação Rio Doce. Angineide já deu parte na Delegacia de Polícia de Queimadas.
O STR de Queimadas está dando todo o apoio a Angineide, estão na busca em todos os lugares possíveis e fizeram 400 panfletos com foto da adolescente e estão espalhando em Queimadas. Além disto tem também buscado os veiculos de comunicação para divulgar o fato.
Sexta-feira, o GT de Mulheres da ASA entrou em contato com Gilberta Soares, Sec. Executiva da Sec. Estadual da Mulher e Diversidade Humana. Ela se comprometeu em entrar em contato com a Delegacia Geral para que esta "pressionasse" a Delegacia de Queimadas.

Anunciada (presidente do STR Queimadas) está convocando pessoas e organizações que possam contribuir, em especial as que estiveram ontem pela manhã na delegacia da Criança e Adolescente de Campina Grande, para uma reunião emergencial amanhã (26/09/2012), às 14h na sede do STR de Queimadas, juntamente com a coordenação executiva e ampliada do Pólo, com o objetivo de traçarem um plano para ajudar a família a encontrar Ana Alice (filha de Agineide).





Qualquer informação o telefone do STR Queimadas (83) 3392 1012













         

MILITÂNCIA NÃO ESQUEÇA...






Confira o conteúdo do manual preparado pela direção nacional do Partido dos Trabalhadores







É HADDAD NA CABEÇA


Fernando Haddad ultrapassa tucano em São Paulo (Foto: Paulo Pinto)

Petista subiu dois pontos percentuais desde a última pesquisa, em 13 de setembro, chegando a 18% das intenções na Capital.


Pesquisa encomendada pela TV Globo e divulgada nesta terça-feira (25) confirma: Fernando Haddad tem 18% das intenções de voto na disputa pela Prefeitura de São Paulo. A porcentagem coloca o petista à frente de José Serra e no segundo turno ao lado de Celso Russomanno.
Haddad subiu dois pontos percentuais desde a última pesquisa, em 13 de setembro, chegando a 18% das intenções na Capital. Já o eterno candidato tucano oscilou negativamente dois pontos e agora tem 17% dos votos. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.
De acordo com a pesquisa Ibope, Celso Russomanno (PRB) continua na liderança, com 34% dos votos – tendo oscilado negativamente um ponto.
Rejeição
Outro ponto importante da pesquisa é a avaliação de rejeição. Nesse José Serra é campeão isolado. O índice do tucano cresceu dois pontos e atinge 40% dos eleitores – pessoas que garantem que não votariam nele de jeito nenhum. A pontuação é um recorde.
O Ibope entrevistou 1204 pessoas entre os dias 20 e 25 de setembro. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP).
Vox Populi
Em pesquisa semelhante realizada pelo Vox Populi, Haddad e José Serra aparecem tecnicamente empatados na margem de erros. Na avaliação feita entre 19 e 21 de setembro, o petista subiu 3 pontos e está com 17% das intenções de voto. Já o tucano caiu 5 pontos, foi de 22% para 17%. Celso Russomanno se mantem com 34% dos votos entre os eleitores ouvidos.